O cliente entrou na loja! E agora?

June 22, 2017

 

 

O cliente entrou na sua loja? Comemore! Isso porque, entre tantas lojas, com tantos produtos do mesmo segmento, ele escolheu justamente a sua. E mais: entre todos os vendedores, você foi o escolhido (ou designado na escala) para atendê-lo. Olha a responsabilidade: você precisará transformar esta visita não apenas em uma venda, mas também em uma experiência que faça com que ele volte, tendo ou não comprado algum produto.  Parece complicado? Pode ser, mas, uma vez cara a cara com o cliente, é possível lançar mão de uma série de estratégias que vão ajudá-lo a fechar um bom negócio. Veja:

 

 

1 – Observe em que parte da loja está seu cliente: Muitos consumidores ficam do lado de fora, namorando a vitrine. Eles gostam de checar as ofertas e comparar seus preços com os das outras lojas. Este é o momento de deixá-lo em paz, ele está pensando. Aproveite para observar qual é o produto em que ele tem interesse em certifique-se de que você tem todas as informações necessárias.  Se ele for embora, deixe. Nada mais irritante do que sair de dentro da loja e abordá-lo. Ele poderá se sentir constrangido e nunca mais passar nem pela porta;

 

 

 

2 – Abordagem:  Uma vez dentro da loja, faça uma abordagem amigável, tomando cuidado para não bancar o ‘”predador” para cima do cliente. Vá com calma. Cumprimente-o com um sorriso e tente trocar o “posso ajudar”? por: “Meu nome é Fulano e, se você tiver alguma dúvida, estou à disposição”. Nessa fase você pode até esticar um pouquinho a conversa com algo como: “neste mês estamos com uma promoção de 10% nos pagamentos à vista”, por exemplo. E afaste-se. O cliente se sentirá mais à vontade para explorar a loja;

 

 

3 – Se o cliente precisar da sua ajuda, seja o mais solícito possível: Apresente o produto com todas as suas características, listando os benefícios que ele poderá lhe trazer. Para isso, conhecer as necessidades e preferências do seu cliente é fundamental. Se ele morar no campo, por exemplo, você já sabe que ele precisará de produtos mais resistentes. Então argumente: “este produto está com valor um pouco mais alto, mas tem maior durabilidade”. Outro exemplo: se o seu cliente é mais sofisticado, ofereça algo com design inovador, ou seja, sempre ofereça um produto que trará uma vantagem de acordo com o perfil de cada comprador;

 

 

4 – Nunca deixe o cliente na mão: Não se esqueça que ele escolheu a sua loja! Então, se não tiver o produto que ele estiver buscando, ofereça alternativas: pode ser um produto similar que poderá atender suas necessidades ou até outro produto do mesmo segmento, que ele ainda nem havia pensado em comprar. Assim, você compensa a frustração com a máxima atenção e seu cliente se sentirá muito bem atendido. Importante: pegue o telefone do cliente e ligue se o produto que ele estava procurando chegar. Mesmo que ele já tenha comprado em outro lugar, sempre se lembrará da sua loja e de você como um vendedor muito atencioso. A chance de ele voltar será muito grande;

 

 

5 – Assuma seus erros. É difícil de admitir, mas erros acontecem. Por mais bem treinado e esforçado que você seja, pode ser que algum dia as coisas não deem certo. Nesse caso, a melhor coisa é admitir o erro, se desculpar com o cliente e, principalmente, resolver o problema para ele. Resista à tentação de ficar somente se desculpando pelo ocorrido. É muito provável que seu cliente se irrite e pense: “não tenho nada com isso”. Pense em como você gostaria de ser tratado em uma situação como essa.

 

Então, da próxima vez que um cliente entrar na sua loja, além de comemorar, siga estas dicas que poderão aumentar suas chances de fechar uma boa venda!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon