Mitos dos hábitos produtivos

July 25, 2017

 

Você passa o dia todo no trabalho mantendo uma rotina que considera produtiva. Só que, ao final do dia, percebe que muita coisa ficou para trás? Você pode estar sendo vítima dos “mitos dos hábitos produtivos”, ou seja, tarefas que parecem eficazes, mas que no final só atrapalham seu rendimento. Conheça um pouco mais sobre elas e como eliminá-las do seu dia a dia.

 

1 – Tenha a mente aberta.

Identifique quais hábitos estão atrapalhando seu rendimento. Para isso, é preciso que você analise sua rotina com clareza e sinceridade. Por exemplo: você pode não querer admitir, mas pode ser que perca boa parte do tempo com redes sociais. Outros hábitos ruins como chegar atrasado, não cuidar da aparência e achar que não tem mais nada a aprender, uma vez identificados, devem ser banidos completamente da sua rotina. Importante lembrar que, uma vez incorporado, os hábitos (bons e ruins) passam praticamente despercebidos, então fique atento.

 

 

 

2 – Responder mensagens.

Você chega de manhã no escritório e a primeira coisa que faz é responder a todos os e-mails e mensagens de WhatsApp? Mesmo que for sobre trabalho, pode até parecer uma atitude produtiva e responsável, mas não. A não ser que seja uma mensagem muito urgente, deixe esta tarefa para mais tarde. O cérebro funciona muito melhor logo nas primeiras horas então, aproveite este momento para realizar tarefas que exijam criatividade e raciocínio. Mas atenção: não se esqueça de responder as mensagens e nunca deixe o cliente sem uma resposta.

 

 

3 – Lista de tarefas.

Parece ótimo certo? Não deixa de ser uma atitude produtiva, mas é preciso tomar alguns cuidados. Esta lista deve ser organizada de uma forma que você realmente consiga desenvolver as atividades contidas nela. Ao criar uma lista com excesso de tarefas, você corre o risco de não conseguir desempenhá-las e isso vai gerar um sentimento de frustração muito grande. Então, faça uma lista realista por ordem de prioridade. Além disso, não disperse a lista, escolha apenas um local para anotar tudo: folha de papel, bloco de notas do celular ou planilha do computador. Tudo ficará mais organizado.

 

4 – Começar pelo mais simples.

A princípio parece uma ótima ideia, mas você pode chegar ao final do dia sem ter feito o que era mais importante. Lembra da sua lista de tarefas? Comece pelas prioridades. Assim, quando estas tarefas estiverem terminadas, você poderá se dedicar às outras, sem correr o risco de atrasar um relatório que seu chefe estava esperando, por exemplo. Outra vantagem é, que, começando pela tarefa mais importante, você estará com mais energia e disposição. Já pensou em começar a redigir um relatório importante no final do dia? Pode ser muito improdutivo.

 

5 – Trabalhar sem parar.

Esse é um clássico! Existe o mito de que o bom trabalhador é aquele que não para nem para tomar um cafezinho. É fácil reconhecê-lo: está sempre com dois telefones ao mesmo tempo, correndo pelo escritório de um lado para outro, com papeis na mão e cara de apavorado. Não parece muito produtivo. Se você estiver com a mente tranquila, centrada e consciente das suas tarefas para o dia, terá mais chances de desenvolver melhor seu trabalho e com muito mais produtividade do que o “colega-máquina”. Se possível, faça intervalos regulares para tomar um café, dar uma “esticada nas pernas” e, se possível, sair para tomar um ar fresco. Você vai recarregar suas energias.

 

Se você gostou destas dicas, pode aprofundar seus conhecimentos com o livro “O poder do hábito – Por que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios”, de Charles Duhigg. Então, boa leitura e bom trabalho!





 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon